quinta-feira, 26 de março de 2015




Solitário Engano






                    Começar pelo fim, confiar no escuro
                    Entregar-se de corpo e alma aos erros 
                    Sabendo que sonho também pode ser duro
                    Ferir-se na incompetência dos meios

                    Confiar no jogo da hipocrisia
                    Apaixonar-se pelo irremediável
                    Terminar censurando a ousadia
                    De um ser inconstante e mutável

                    Acreditar que nada dói
                    Que amizade é pra sempre
                    No tempo que a confiança se constrói
                    Tudo pode ser fruto da mente

                   .................  
                   Ah, saudade solitária de querer ser feliz!