sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Sonhadores


Como querer andar sobre as pedras que protegem esse mar?
Como querer amar sob o ar que escapa aos pulmões?
Como querer chorar o riso, sorrir o choro, beijar o medo e cuspir o ciúme?
Como querer sair debaixo das folhas caídas?
Como querer cantar sem música?
Como querer falar com os olhos?
Como querer voar, viver, vibrar?
O sonho encheu as almas com luz,
Estão apagando as luzes do futuro,
Mas no meu sonho tudo brilha e brilhará
inexpugnavelmente.